Memórias metafóricas...

Memórias Metafóricas de Uma Mulher...

Quando pensei em criar um blog, pensei em algo interativo, dinâmico, monocromático, e simultaneamente colorido, multifacetado, diversificado, eclético, teológico, abrangente, etc. e tal, que me permitisse divagar pelas minhas ideologias, fantasias, pretenções, sensações, percepções e concretizações, um diário de bordo, que pertence a alguém que busca conhecimento nas mais distintas áreas e situações, uma mulher que além de feminina, sabe se impor e transpor seus limites e alcançar novos parâmetros na busca de uma auto estima construída com oração, amizade, companheirismo, intimidade, distância, bom senso, caráter, humor, prosa e poesia também, leitura, música de qualidade, recursos tecnológicos, livros, revistas, jornais, coisas que acrescentem a vida, conteúdo que pode ser dividido e repartido... e que vale a pena comentar!!!

sábado, 26 de março de 2011

Eu me relaciono com pessoas e uso objetos....

A maioria das mulheres de hoje, cuidam muito bem de si mesma, estão sempre bem maquiadas, bem vestidas, bem sucedidas no que fazem?! Infelizmente apesar de grandes avanços nessa área, nós mulheres ainda temos muito a conquistar, a começar dentro de nós.
Nos cinemas, vimos o filme "Uma Linda Mulher", tendo como protagonista Julia Robert's, estonteante, maravilhosa, um corpaço, na história uma garota de programa que acaba se tornando uma mulher recatada e bem sucedida ao casar-se com um ricaço, o conto de fadas da pós modernidade, que embalou muitos sonhos juvenis, de muitas mulheres e mocinhas que viram e ainda vêem esse filme, e imaginam existir algo parecido na vida real, no universo de hoje.
Contudo, na íntegra, a maioria das mulheres que usam e abusam dos seus corpos, do seu jeito esperto, do seu descomprometimento consigo mesma e com a vida, não acabam como a mocinha do filme, pelo contrário acabam solitárias, doentes, ou morrem em situações bastantes desagradáveis, infelizmente... Quando penso nesse filme, imagino como ele faz a "cabeça" da mulherada que até se inspira naquele contexto para reproduzir tais aventuras na sua vida pessoal, se relacionando com pessoas, por relações mercantis, muitas vezes e não necessariamente apenas por trocas de reais ou dólares, mas me refiro a troca ou poderíamos dizer inversão de valores, perda de identidade, liberdade, auto estima, valores pessoais, sonhos reais, conquistas a alcançar, vida de entrega e reciprocidade, se prendem em relacionamentos confusos, indistintos, escuros, vazios e superficiais.
Mulheres que amam demais? Ou seriam mulheres que não sabem amar?
Ou ainda mulheres que não nasceram para ser amadas? Confesso que não tenho respostas para tais indagações, mas imagino que cada um de nós sabe exatamente o que espera e oferece ao outro.

Em contrapartida, vemos também nesse mesmo contexto do enredo do filme, no momento da atuação da profissional do sexo como namorada do milionária, sua transformação numa mulher com um andar discreto, com uma voz suave e cortez, uma postura mais refinada, adornada com belas jóias, belos vestidos e sapatos, um sorriso largo, e um sonho interno de se tornar Uma Linda Mulher num simples passo de mágica!
Em ambos os momentos, a beleza e a postura dessas mulheres que se desenrolam e se desconexam nesse filme, nós nos impressionamos com elas, e tb seus co-atores, por onde passa essa mesma mulher com ambos os comportamentos, também impressionam a todos, causam reações diferentes nos seus observadores.
A alma da primeira atuação dessa mulher é absurda, é voraz, é solitária, é ausente, é gelada, é cadavérica, é sedutora, é impressionante e aterrorizante, sua falta de compostura, sua indelicadeza, sua falta de educação e postura, alguém que fora do seu universo constrange e se constrange, provoca sussurros, vergonha, desejos, libido e contentamento e descontentamento, é uma mulher sozinha mas sempre muito acompanhada por homens que utilizam seu corpo como produto de prazer.
Podemos dizer que nessa geração hoje encontramos muitas meninas, mulheres, homens, e até crianças com uma conduta tão complicada como dessa profissional do sexo, com atitudes dúbias, com intenções que destilam fel, sem ganharem nada em troca, além de desilusão, e desvalorização pessoal, essa é a beleza do mundo moderno hoje, a beleza aparente, a pornografia, o sexo livre, os palavrões, os BBBs, a nudez desnecessária, a falta de valores familiares, de comportamentos que respeitem o direito de liberdade também do outro.
A mulher que teme ao Senhor, não pode ser insípida, incolor e inodora, nem transbordar cheiro da podridão dos sepulcros caiados da pós modernidade, mas sua composição deve ser água cristalina, que transforma-se ao longo da sua vida com Deus num vinho de excelente qualidade.
É difícil entender como num mundo tão avançado como o nosso, nessa geração tão repleta de tecnologia e conhecimento, tantas pessoas têm-se deteriorado em estilos de vidas tão degradantes e miseráveis, que não tem construído nada além de universos particulares, superficiais, egoístas e mercantis, devemos nos relacionar com pessoas sem gerarmos nelas defraudação, nem mágoas, nem ressentimentos, devemos buscar nos satisfazer sem ferirmos o outro, servindo e amando ao próximo como se fosse a nós mesmos, eu acredito ser essa nossa maior dificuldade hoje, pois nossa cultura do jeitinho brasileiro nos seduz em forma de ataques diários do inferno, num capitalismo selvagem, em cada um quer obter vantagem sobre o outro, a exploração do homem pelo o homem, cada dia fica mais o mundo fica mais egocêntrico e exclusivista e periga destroçar muitas vidas alicerçadas sobre esses padrões, destruir muitos sonhos, e reproduzir mais e mais pessoas descartáveis que usam pessoas como objetos, e são usados como tais. Essa é uma cultura altamente humanista e perniciosa para nossa geração.
Particularmente, prefiro me relacionar com pessoas e usar objetos.... e você??!!!!

terça-feira, 22 de março de 2011

Butterfly!!!


 Bonequinha "butterfly"




Felizes são as borboletas
Sobrevoando por aí...
Sem mar para aportar
Sem destino para chegar
Vôam livremente...
Flores e jardins
São suficientes!!
Não precisam de muito...
Dê a elas amor e carinho,
e elas sobrevoarão...
Sua vida, eternamente!!

Vanya Moreira

segunda-feira, 21 de março de 2011

Tendências legais que vão e voltam!!!!!!!


Adoro Todas!!!!
Arraso!!!!

Lindo Look!!!

Fotos antigas, mas lenços, bandanas, etc e tal sempre presentes!!!!

quinta-feira, 17 de março de 2011

Reforma Urgente para os reformadores!!!!


Nesses últimos dias tenho ficado um tanto impressionada com alguns pensamentos e atitudes pseudo-reformadoras de algumas pessoas que se julgam os reformadores dessa geração...
Longe de mim, pensar que nossa prática e nossas ideologias cristãs não carecem de reformas, é óbvio que alguns usos e costumes, doutrinas e parâmetros teológicos, precisam urgentemente serem revistos e reavaliados, e consolidados por uma teologia mais pura e mais cristocêntrica, contudo todas essas mudanças, não acontecerão sobre os pilares dos títulos que muitos têm imaginado usados pelos teólogos de plantão, recém formados, idólatras dos gigantes que Deus usou, para nos abrir os olhos, os ditos, reformadores dessa geração, como os fios visíveis desta ligação entre o céu e a terra.
Apesar de apreciar bastante o ensino e amar o conhecimento, muito me preocupa o enfadonho e sistemático uso exacerbado desses títulos, de mestre, reverendo, doutor, e etc e tal, que têm superlotado os anúncios das cruzadas, das palestras, dos cultos e eventos ditos cristocentricos, pelo Brasil à fora. Mas como não era de se imaginar, essa é uma prática importada do evangelho do cenário gospel hoje, que numa tentativa de copiar o efeito causado pelos norte americanos, que vendem, exportam e importam práticas capitalistas, de impacto, de causa e efeito, usando muitos títulos e técnicas de Marketing pessoal, atendimento ao público alvo, gerenciamento de grupos, enfim todas as práticas da administração e gerenciamento de empresas, tudo isso destinado ao empreendimento bem sucedido de vendas para esses leitores da fé cristã. E é aí onde penso que mora o perigo, pois onde entra a fé nisso tudo, tendo em vista, que todas essas técnicas e instrumentos tem substituído os longos períodos de oração, de cuidado aos órfãos e as viúvas, de pregação aos perdidos, e hoje o que chamamos de defesa da fé, é alvo imprescindível dessa máquina produtiva chamada APOLOGIA?! Mas infelizmente, muitos dos homens ditos reformadores, seminaristas, teólogos, líderes ou não, vivem suas vidas apenas estudando, estudando... acumulando títulos e mais títulos, e arrotando todos eles nas suas palestras e apresentações, ou simplesmente nas suas delongas conversações sobre uma teologia tão distante da vida real, e que às vezes na prática vivem um Evangelho tão rebuscado, técnico, e aparente, que acabam por se esquecer que a verdadeira Teologia deve ser feita principalmente com fé, senão não passa de mais uma análise exegética repleta de falácias.
Certa vez, ouví na Capela do Betel Brasileiro Russel Shed ser apresentado como palestrante da noite, evocado pelos títulos que tanto impressionavam alguns de nós ali presentes, e fiquei impressionada com a atitude dele ao receber o microfone, direcionar os aplausos daquele instante ao nosso Deus e, por fim explicar num tom de voz sereno e tranqüilo, que apesar de ter alcançado todos aqueles tão sonoros títulos, existia Um bem maior que todos aqueles, que ele ansiava diariamente por alcançá-lo, o título de Servo Inútil. Naquele instante todos nós ficamos envergonhados por termos nos impressionado com toda aquela apresentação tão pomposa acerca de um homem que como nós sabia que toda a glória deve ser dirigida apenas e tão somente ao nosso Deus.
Mas hoje, quantas vezes não nos impressionamos com esses títulos tão lucrativos para esses homens ou eventos, muitos dos quais que tem acumulado fortuna e fama, ostentando uma capacidade sobrenatural de estudarem as escrituras. Quem de nós não se sente tentado e impressionado com uma chamada como essa a seguir..
"Rev.Augustus Nicodemus Lopes (IPB)-Chanceler da Universidade Mackenzie. É formado em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Norte, de Recife, mestre em Novo Testamento pela Universidade Reformada de Potchefstroom (África do Sul), doutor em Interpretação Bíblica pelo Seminário Teológico de Westminster (EUA), com estudos no Seminário Reformado de Kampen (Holanda). Foi professor e diretor do Seminário Presbiteriano do Norte (1985-1991), professor de exegese do Seminário José Manuel da Conceição (JMC) em São Paulo, professor de Novo Testamento do Centro Presbiteriano de Pós-Graduação Andrew Jumper (1995-2001), pastor da Primeira Igreja Presbiteriana do Recife (1989-1991) e pastor da Igreja Evangélica Suíça de São Paulo (1995-2001). Atualmente é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil (Santo Amaro-SP)."

Ou então:

"Prof. Franklin Ferreira. Bacharel em teologia pela Escola Superior de Teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie e mestre em teologia pelo Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. Coopera com a Igreja Batista da Graça, em São José dos Campos, e com a Igreja Batista Nações Unidas, em São Paulo. Coordena o projeto da Editora Fiel de publicar as obras de João Calvino. É professor, escritor e conferencista. Autor do livro Teologia Sistemática em co-autoria com Alan Myatt, publicado pela editora Vida Nova, e dos livros Agostinho de A a Z e Gigantes da Fé, pela Editora Vida."

Apesar de serem homens de Deus, com uma vida de santidade, e terem tais títulos após muito esforço  e investimento próprio e salutar, os teólogos acima mencionados, por trás de toda essa descrição enfadonha e desnessária ao anunciá-los todas às vezes em cada apresentação desses mega eventos gospel, "ao meu ver", existe todo um mercado gospel altamente lucrativo que responde a uma cultura de exploração de venda de imagem, totalmente pertinente ao capitalismo, o chamado Espírito Capitalista tão presente na Igreja, desde a Reforma Protestante, destinado como fim, a aquisição de todo o conhecimento esboçado por esses homens, para pessoas que muitas das vezes, nem sequer lêem diariamente as escrituras, muito menos sabem discernir que esses títulos de nada servem, se não forem direcionados e usados, ou até mencionados, exclusivamente para a glória dAquele que mesmo sendo o filho do Deus altíssimo, não teve por usurpação ser igual a Deus, pelo contrário, antes mesmo se esvaziou de si mesmo, e pagou um preço incalculável pelo Evangelho da cruz, aquele que aponta apenas para o autor e consumador da nossa fé, que tem por único e exclusivo objetivo alcançar os perdidos, e não usar de vãs repetições pregando o mesmo evangelho mil vezes para um único grupo de pessoas, que há anos não aprenderam a voltar seus olhos para o evangelho da cruz. Literalmente vejo como um grande desperdício toda a idolatria de uma geração que mal sabe o que de fato é o evangelho, e a que custos muito tem se feito nos países onde nenhuma frase sequer da Bíblia foi traduzida para os nativos da região, e acredito ser no mínimo estranho, se investir tanto num mercado como esse, enquanto o Evangelho de fato, que é o "Ide a Todo o Mundo" tem sofrido tanta escassez e descaso, que o digam os que estão nos campos. Não vemos nenhum esforço interdenominacional do meio gospel tão em alta, ou ao menos nenhum investimento digno de tais editoras, na tradução de Bíblias para as tribos indígenas que certamente não comprarão seus livros com dinheiro mas que carecem desses escritos como Pão da Vida, por exemplo, amo os livros, e os mestres, contudo julgo cansativa e exaustiva a apologia que hoje se faz ao universo do culto aos títulos nos pulpitos, e as obras faraônicas do meio evangeliquês gospel, que mais servem para o lucro, do que para o avanço e anúncio do Evangelho em si. 

Não sei que comportamento teria Paulo, que abriu mão de todos os seus títulos para ter um título MAIOR, ser conservo dos servos, por isso ele os reputou como perda, contudo usou todo seu conhecimento para alcançar principalmente os gentios, hoje se estivesse entre nós, ao entrar em algumas sinagogas e encontrar tantos homens intitulados, com tantas cidadanias, e tantos doutores e mestres, arrotando tanto títulos, vendendo suas imagens e lucrando com elas, usando todo esse conhecimento para pregar repetidas vezes para tantas pessoas já ditas como salvas. Também não quero nem imaginar qual seria a atitude de Jesus, ao entrar no templo e encontrar tantos fariseus e mercadores, vendendo tantos produtos para o auxilio do crescimento espiritual de todos esses bebes chorões, que precisam de tanto leite e não crescem nunca, e fico ainda mais assustada quando penso qual será a impressão que o mundo tem tido ao nosso respeito quando tantos homens ditos, homens de Deus, tem-se degladiado tão ferozmente nessas arenas teológicas, reproduzindo gladiadores dos seus reinos particulares em defesa da fé, mas que fé é essa que não consegue enchergar e  alcançar os perdidos de fato???!!!
Sinceramente os dias são maus, e precisamos reter o que de fato é proveitoso, aquilo que produz em nós fé para pregar aos não alcançados, e não desperdiçar pérolas aos porcos... 
Que você analise bem, como tem usado sua fé e sua teologia, se ela é reproduz apenas frases de efeito para o público ouvinte, se ela não alcança nem seu vizinho, de que tem valido toda essa exegese mal feita da prática do evangelho profundo do nosso Exemplo maior que é CRisto... 
Pense nisso, antes de se alimentar e arrotar tanta falácia técnica e instrumental, do cenário mercadológico do mundo de hoje, não é à toa, que haja tanta frieza e indiferença ao Evangelho nos contextos práticos dos europeus e norte-americanos... o que não nos distancia também hoje dessa realidade de vergonha brasileira que mais se fundamenta nos lucros mercantis do que nas vidas alcançadas para Jesus, que impacto e diferença tudo isso tem proporcionado ao anuncio do puro Evangelho, quantas vidas têm alcançado tais discussões e posicionamentos, que tipo de união tem gerado em nosso meio, estamos de fato nos unindo em prol do Reino e do anúncio desse Evangelho Cristocêntrico, ou levantando bandeiras particulares e peculiares ao capitalismo, numa ressaca histórica bem recente, na intenção de refazermos a Reforma Protestante, contudo com uma visão egocêntrica, sem ousarmos sequer prestar atenção para o tempo que se aproxima, "o fim", não percamos o senso, nem a fé, não nos resta muito tempo para estarmos em discussões tão nobres que afastam até os ditos crentes da cruz, imagine os pecadores, os perdidos...
Oremos pois para que alcancemos a estatura da fé que lê e estuda a Bíblia para pregar aos perdidos...
Não se engane!!!!
Reforma se faz, com muita oração, despreendimento, nenhum lucro, perdas e danos, muita fé, simplicidade, e muita prática teológica de vida vivida pela proclamação do Reino de Deus. Vida exaustivamente fundamentada na Palavra, vida gasta com a pregação e não apenas a exposição teológica, desperdiçada aos supostos e prepostos doutores da lei, enquanto muitos desses homens que ousam anunciarem a urgência de uma nova reforma para os reformadores e com ela obter lucros, ficam vomitando seus conhecimentos teológicos e arrastando para si legiões de seguidores arrogantes e pretenciosos, tão cegos quanto muitos dos que eles tem analisados como mercenários, lobos devoradores, facciosos, hereges e mentirosos, e que também têm sido idolatrados como tais, vendido amuletos, livros,  usado também das mesmas práticas mercantis, e por trás de tudo isso muitos homens mais simples que eles, que nem sabemos sequer quem são, quais os seus nomes, com  ou sem recursos, tem investido suas vidas, seus dias, o conforto de suas famílias, seu pouquíssimo conhecimento aos olhos humanos, sua pouca instrução teórica, têm integralmente feito o que muitas vezes estamos apenas criticando e apontando como erro homilético ou teológico, eles têm indo aos lugares não alcançados, aos confins e têm sustentado esses gigantes em oração, para que a Igreja invisível de Cristo continue sua caminhada triunfante na história, até a volta do nosso Amado Jesus.
Nossa vida e nossa teologia deve apontar para Cristo como centro de nossa exposição teórica e prática, e não para instituições, títulos e rótulos, muito menos para nosso eu, ou para nossa presunção teológica, usemos pois esses gigantes da Teologia pura para a pregação do Evangelho do Reino, e para a execução desse conhecimento para alcançarmos vidas rendidas ao Senhor, atraídas pela graça irresistível da cruz e do Evangelho e jamais pelo que reputamos como honra e lucros, que façamos como Paulo, que tudo isso seja esterco diante dos feitos produzidos pela exposição da proclamação e anuncio do propósito de Deus para todo aquele que nele crer!!!!

Gostaria de indicar cinco livros que considero de suma importância para nossa edificação espiritual e que com base neles, fiz essa crítica construtiva, ao sistema capitalista que nos envolve e nos seduz de forma conveniente desde a Reforma Protestante:

"A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo" (Max Weber);
"Heróis da fé" (Orlando Boyer);
"Teologia do Desperdício" (Russel Shed);
"Evangélicos em Crise" (Paulo Romero);
"O Que estão fazendo com a Igreja" (Augusto Nicodemos);
Após a leitura desses belíssimos livros iremos aprender a filtrar algumas questões que dizem respeito às falhas institucionais da igreja, sem contudo perder a fé e o senso de que somos cópias infiéis de um Único Modelo Perfeito, CRisto!

Sola scriptura!!!!!

Sola gratia!!!!!

Sola fide!!!!!

Solus Christus!!!!

Soli deo glória!!!!

quarta-feira, 16 de março de 2011

Collor's que eu adoroooOOOO!!!!!!!!!

Arrasaram esses modelitos de bolsas!!!!
Eu quero o meu!!!! 
Td mtocolorido e vibrante... ADOROOOO!!!!!!!!

segunda-feira, 14 de março de 2011

Eu não vou parar, a estrada é muito longa...

"... seja para que lado for que eu me volte, não consigo fazer o bem. Quero, sim, mas não consigo. Quando quero fazer o bem, não faço; e quando procuro não errar, mesmo assim eu erro." (Bíblia Viva - Romanos 7: 18 e 19).

Estive esses dias analisando a composição estrutural e essencial dos relacionamentos a minha volta, e é óbvio, que também os meus relacionamentos diversos, e pude perceber quão falíveis e perecíveis  são os que estão construídos na superficialidade das palavras e dos atos, pois eles desmoronam rapidamente se desnudam com palavras agressivas, e doloridas, e trazem em si loucura e desvario, porque estavam cobertos por uma capa aveludada de falsidade.
Talvez, para algumas pessoas esses tipos de relacionamentos sejam mais frequentes e corriqueiros, por isso sejam tão descartáveis e aparentemente saudáveis do que para pessoas que se envolvem com outras pessoas por afeto recíproco, consideração e respeito mútuo, companheirismo, confrontos e soluções plausíveis, ao invés de desconstrução e agressão, pois os relacionamentos verdadeiros quando confrontados em si mesmo, renascem e se revestem de maturidade, e se permitem explicações e avaliações, com a mesma naturalidade que se permitem confronto e encorajamento. 
O homem por si só é composto pela natureza pecaminosa, herdada no Éden, contudo existem alguns valores que ao longo dos anos lhe são atribuídos pela personalidade, pela educação, pela construção valoral, e pela busca de um caráter burilado com acertos e erros. As pessoas normais crescem assim, ao meu ver ninguém nasceu pronto e instintivamente e espetacularmente bonzinho, senão a Bíblia teria mentido com relação a humanidade e sua essência.
Contudo, existem pessoas que pensam estar acima dessa realidade factual inerente a toda humanidade, e julgam-se ser naturalmente bons e valorosos, quando penso ou ouço alguém falar sobre isso, imagino sobre que pilares estão arraigados a construção desse ser tão nobre e perspicaz, rs, rs, rs... infelizmente existem de fato, pessoas que se "supervaloram" assim, esquecendo-se de que todo aquele que é nascido da carne é pó, e tem a natureza pecaminosa como todos os homens e mulheres do universo, eles fingem ser o que não são para eles mesmos e vivem a miséria da afirmação de vice querumbis, revestidos de glória, sabedoria e majestade.

Gosto muito do que o Apóstolo Paulo escreve nesse  texto, e sempre tenho ele em mente, para não achar que sou alguém essencialmente pura e bondosa, correta e perfeita. 
Esse para mim é um dos textos mais realistas do que é a composição humana, portanto esses seres tão realizados, tão centrados, tão valorosos, tão sobrenaturais, nada passam de artificiais, presunçosos, arrogantes, fracos, débeis, loucos e minúsculos diante dos seres reais que existem no mundo desde que o mundo é mundo. 
Se afirmam em valores falsos e mentirosos, confabulam engano e traições, dissimulam sentimentos e sensações, sorriem quando de fato choram, zombam do povo de Deus quando na íntegra são motivos de compaixão, porque fingem ser ricos e abastados como a igreja de Laodicéia, realizados, felizes, quando na verdade são pobres, miseráveis, cegos e nus, mentem para si mesmos, e imaginam que seus contos de fadas e suas fábulas  impressionam e asseveram o que eles bem gostariam que fossem suas vidas reais.


Esse é um tempo, em que muitos fogem de suas realidades e mergulham na superficialidade, e se iram, e se indignam com aquilo que de fato os incomoda, a vida real dos humanos, porque seus muros de proteção estão ruindo no universo descontrutivista que os cercaram por todo  tempo, contudo os dias são maus e por isso, desesperados por respostas para seus questionamentos evasivos e infundados, eles perdem o senso, os valores,  os amores, os sonhos, os motivos reais da vida firmada e alicerçada nos planos de Deus para suas brilhantes vidas.


Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo. Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele. Sou inconstante e talvez imprevisível. Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável quando não botam fé nas minhas palavras. Nem sempre coloco em prática aquilo que eu julgo certo. São poucas as pessoas pra quem eu me explico. Mas tenho aprendido que nem sempre vale apenas algumas explicações, pois na maioria das vezes as pessoas só ouvem o que lhe convém e isso é lastimável... pois perdemos grandes oportunidades de conhecermos uns aos outros cientes das suas debilidades e das suas potencialidades.


No entanto, tomo o conselho de alguém que sabiamente me disse, renda-se debaixo da mão dAquele a quem todos nós iremos prestar contas, e lance fora seus medos, seus pavores, seus horrores, suas mágoas, sua indiferença, seus pressupostos, seja você mesmo, viva com autenticidade mas com responsabilidade para com o seu próximo, e entenda que nem tudo o que achamos de alguém deve ser falado, não cometa nenhum sincerícidio, por que muitas vezes, eu diria na maioria delas, as pessoas não são o que de fato aparentam ser, e isso é essencialmente o que iremos encontrar no mundo capitalista, nos relacionamentos mercantis, evite disperdiçar farpas contra alguém, se ela te feriu ou te agrediu, entregue a Deus e ore por ela, por que isso fará você crescer no Senhor, ainda que ela não entenda nada disso e despreze suas orações, ame, ore e perdoe, não importa o que os outros digam, preocupe-se em viver de forma que agrade a Deus, perdoe todos os que te ferem, pois assim como você, um dia eles também prestarão contas ao Deus todo poderoso que conhece as intenções dos corações de todos os homens, basta a cada dia seu próprio mal, esquecendo-me das coisas que para traz ficam, corro olhando para o meu Alvo, sabendo que todas as minhas obras não são vãs nEle.


Como diz a canção: É preciso saber VIVER!!!!!

quarta-feira, 9 de março de 2011




Seja um exemplo dos fiéis na Palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé e na pureza. Faça uso da teologia com humildade, servindo e amando ao próximo como a si mesmo, evite comentários desnecessários e descabidos, e pratique o evangelho pregando a cruz aos perdidos, a exegese e suas falácias muitas vezes praticada de forma conveniente intenta mutilar o corpo de Cristo, mas como diz a Palavra, os espirituais discernem essas coisas pelo espírito e sabem que elas não invalidam, sobre hipótese alguma o mover dos poderosos milagres de Deus na vida de todos, tanto judeus, gregos, gentios, ... que se achegam ao Senhor com um coração contrito, muitas vezes utilizamos a teologia do desperdicio para nos apropriarmos dos nossos pressupostos, e assim reproduzirmos nossas visão limitada do que de fato é o poder de Deus na vida dos homens. Caia a Babilônia, essa deve ser a nossa preocupação, pois homens fazem a guerra e depois tratam da paz, pq a guerra em si gira em torno do universo capitalista e produz lucros para alguns, a apologia e a defesa da fé hj tb tornou-se um mecanismo poderoso, por isso devemos nos acautelarmos do que de fato é proveitoso retermos na nossa vida prática de cristãos que vivem o evangelho de Jesus, na busca pela santidade!!!

terça-feira, 1 de março de 2011

A Roupa Certa para cada tipo de corpo

Elegância e beleza em qualquer tamanho…
 Costumamos dizer que as pessoas possuem formas… falam em “frutas”, como maçã, pera…  eu vejo – formas geométricas!!!
frutas não são pessoas
… é lógico que as frutas, como formas, são bem fáceis de visualizar e comparar, porém faltam algumas no convencional normalmente utilizado… pensei no morango, no limão… … então voltei às formas que acredito ser mais fácil de compor, sim, o vestir é uma composição… como se fossemos pintar um quadro… estabelecemos as formas e as cores adequadas… simples assim!!! 

O corpo pode ter as mais diferentes formas geométricas… 
Se quiser, pode ver como uma pêra ou até uma “linha”.  Sempre existe uma maneira de vestir com a forma e o tecido adequado para que fique bom, esteticamente.
O primeiro passo é compreender como é o formato de nosso corpo – depois é só fazer as variações sobre as possibilidades do que fica bem…
Moda –  é tendência… de cor, de cortes, de golas, de tecidos… detalhes que podem ser inseridos, mas nunca deve ser usada “aquela moda”  que não contribui para a estética de cada corpo - a “beleza pessoal”…
Estar acima ou abaixo do peso, não significa muito se a saúde esta sendo observada… a estética não tem um padrão específico, senão usaríamos “uniformes únicos” e teríamos todos as mesmas medidas.
A beleza esta justamente nas diferenças.

formas geométricas do corpo humano



Vamos ver as formas: 
  • A Primeira é a OVAL – onde não existe a cintura marcada, aparece mais quando existe um sobrepeso, para criarmos um formato com estética, criamos a nova forma com a roupa… As mulheres com esse tipo físico costumam esquecer das pernas e colo, justamente o que deveriam chamar a atenção;
    Super dica: Crie uma linha longa, com cortes retos ou estampas – Chame a atenção para o rosto, ombros e busto. Sobreposições de cores e peças, ajudam na composição. Use tecidos de bom caimento e ajuste o que puder, logo abaixo do seio.
Oval:
corpo em formato OVAL
O que compõe bem:

- Ajustar na parte de cima, ou seja, sempre marcar um ponto que vamos chamar de cintura e esta será logo abaixo do busto… isso pode ser com um corte, faixa, drapeado, enfim está estabelecido um ponto de onde sairá a saia (ou a blusa)… esta deverá descer alargando, para diminuir a parte de cima…
- estampas grandes e com elementos verticais…
- cores não luminosas – tecidos de bom caimento mas não aderentes
- Decotes grandes e em V (profundo, pode ter sobreposições) e longe do pescoço
- Bijuterias ou jóias – pode usar peças grandes de  brincos, colares e pulseiras…
- Camisas, blusas e casacos – que ultrapassem a linha da cintura, de preferência abaixo do quadril- a largura deve ser relativa, ou seja, não justo e nem largo demais – abuse dos transpasse abaixo do busto


- Calças , saias e bermudas – lisas na cintura (e não caidas) e alargando para baixo, no máximo retas as calças, tocando o peito do pé
- Calçados com saltos mais grossos e sem pulseirinha no tornozelo

O que não usar:


- Saias, bermudas e calças com pregas ou afuniladas, assim, o corpo tomará a forma de um pião, reforçando muito mais a OVAL…
- Calças com os tornozelos justos, jamais para este tipo de corpo… calça com cintura baixa ou com pregas.
- Cintos ou faixas marcando a cintura.
- Blusas por dentro das saias ou calças
- Roupas claras, com listras horizontais, estampas miudinhas, brilho (cetim) ou de tecido com volume (tafetá)
- Colares junto ao pescoço… tipo coleira ou com muitas voltas
- Saltos finos, dão a sensação de instabilidade… sapatos com pulseirinhas no tornozelo parecem estar cortando a silhueta.

A Segunda é o  RETÂNGULO – Neste tipo físico, estão mulheres com ombros, cintura e quadris com as mesmas medidas – logo, elas precisam “criar uma cintura”.  Se for “magra”  não existe a cintura marcada, mas o corpo não apresenta volumes para os lados - neste caso, apenas cuidará da forma em detalhes, se estiver com sobrepeso, segue os mesmos princípios da OVAL mas usar a marcação na cintura…
Super dica: Busque peças mais simples, sempre com a cintura marcada. Se quiser usar corselets e tops eles devem ter um corte acinturado. Proibidos os boleros e os casacos ou camisas de a abotoamentos duplos… Abuse de modelos ou cortes que marquem a cintura.
Retângulo:
corpo em formato RETANGULAR
O que compõe bem:

- Blusas, casacos e jaquetas com cortes ajustando na cintura, pences e abotoamento baixo (na cintura apenas), alargando no quadril – o comprimento deve ficar no meio do quadril, nem curtos demais, nem longos.


- Calças – cortes retos, cintura no lugar (não baixa) um pouco afuniladas, na altura do tornozelo.
- Procure chamar a atenção para o colo, desviando a atenção da cintura. Use e abuse de decotes, brincos, colares. Os melhores decotes são os em formato “V” ou “U” 
- Babados, pode usar com tranquilidade, tando no decote como nas bainhas de blusas ou saias.
- Saias – sempre evasês, ou com franzidos… saias curtas podem ter babados na bainha e mais longas largas embaixo.
- Bermudas e shorts – com cóz e bolsos internos e mais largas nos quadris
- Decotes e golas – use regatas e blusas por cima com decote até a cintura… pode ter babados, porém não armados.





O que não usar:
- Camisas ou casacos soltos e largos, com corte reto
- casacos e jaquetas longas, cobrindo o quadril – ou curtas, tipo bolero
- Vestidos com cortes retos tipo “tubinho”
- Saias e bermudas justas e afunilada, tipo lápis;
- Tomara-que-caia – e corselete cria mais um “quadrado visual”

A terceira é o TRIÂNGULO DUPLO ou ampulheta:
Esse tipo físico é considerado o “perfeito”, pois toda mulher gostaria de ter sendo magra – é a chamada “corpo violão” – porque possui esta forma. Porém, quando o peso aumenta, os volumes tomam uma proporção maior ainda. Se for magra ou tiver pouco peso a mais, explore todas as opções da retamgular, dando ênfase à cintura e use o que quiser que ficará sempre muito bem.
Super dica: Busque sempre a minimização das coxas e do busto, valorize a cintura de forma sutil, sem apertar.

TRIÂNGULO DUPLO


corpo em formato TRIÂNGULO DUPLO

O que compõe bem:




- Todas as roupas acinturadas…




-  Tomara-que-caia, regatas, frente-única, shorts, bermudas, calças com pregas ou sem, leggings, blusas curtas ou longas… sem muita restrição, apenas cuide do que fica bem para sua altura…




- Calças e bermudas de corte reto e cintura baixa…




- Saias ou vestidos tipo envelope, transpassado e acinturado levemente – e  saia evasê…




- blusas, casacos e camisas com faixas na cintura, por transpasse ou sobreposto…





Se estiver acima do peso -  Utilize as dicas do tipo físico retângulo, valorizando a cintura, porém com cuidados em calças não afunidadas e nem ecesso na parte superior em babados.



                                                          
                                                                   O que não usar:





- Estampas na altura do busto ou coxa…



- Roupas totalmente retas (deixarão a pessoa um quadrado)…



- Blusas e vestidos tipo raglã, franzido no pescoço, ficarão com ares de “camisola” - Camisas ou casacos com mangas franzidas ou ombros muito largos (deixará um aspecto de triângulo invertido)…



- Decotes canoa, golas altas ou grandes, (se tiver muito busto) deixarão a parte de cima parecendo imensa…


- Saltos agulha fininhos (somente se estiver acima do peso).





A quarta forma é o TRIÂNGULO com base:





Este formato é o chamado quadril grande, ou “falta de ombros”… Para a mulher com este tipo físico é preciso somente valorizar os ombros, para que eles se estendam horizontalmente, fazendo assim, o equilíbrio com a medida do quadril, que deve ser minimizado. A mulher brasileira, tem esse aspecto como um “atrativo”, mas em muitos casos a diferença cria um aspecto de desproporção.






Super dica: Minimizar os quadris  com tons mais escuros e com o foco (detalhes, estampas, cor e acessórios) em cima. Se tiver seios pequenos fazer as roupas até a linha do pescoço em decotes mais fechados, colarinhos, jabôs, flores… detalhes que puxem a atenção para cima. 




                                                                                                
Triângulo:





corpo em formato TRIÂNGULO






 O que compõe bem:
- Cavas com ombros “caidos” que fiquem para fora do ombro e não para dentro – decotes canoa com ou sem golas…

- Blusas com babados, com mangas franzidas ou com pregas, sempre acima ou abaixo da linha do quadril…
- Calças, bermudas ou saias de cores mais escuras do que as blusas – não justas demais e nem afunilando na perna…
- Tomara-que-caia (se a pessoa não for muito grande)…
- Cintura abaixo do busto (corte imperial) e saia solta a partir dai…
- Detalhes nos ombros – Brincos e colares que chamem atenção…
- Estampas e cores claras na parte superior…
O que não usar:- Calças, bermudas ou saias, com pregas, franzidos ou com cintura baixa – de forma alguma devem ser justas na perna nem afuniladas –  evite calças no meio da perna, leggings e cigarette…
- Cava raglã ou americana, frente-única - blusas de alças fininhas…
- “Corte no quadis” – por detalhes como recortes, babados, altura das blusas ou casacos no meio, bolsas, gregas, bordados, bolsos de calças… cintos soltos (os casacos, camisas, ou blusas devem sempre estar acima ou abaixo da parte mais larga do quadril, pois criará uma linha de alargamento de ficar no limite)…
- Saias curtas – Cintos largos ou muito fininhos jogados nos quadris.

A quinta forma é o TRIÂNGULO INVERTIDO com ponta.
As mulheres com o tipo físico do triângulo invertido, para chegarem ao equilíbrio, precisam aumentar o quadril, chegando a uma medida proporcional ao ombro.
Super dica: Parte superior ajustada e parte inferior (calças, saias, bermudas) mais soltos e alargando para baixo. Seios mais volumosos – abusar de decotes generosos em V . Braços amplos precisam de mangas. Tons escuros na parte superior e mais claros e estampas na parte de baixo.

                                                                                            Triângulo Invertido:
corpo em formato TRIÂNGULO invertido


O que compõe bem:
- Cavas para dentro, com corte raglã ou manga americana – frente-única ou vestido de alças diminuem os ombros e dão a sensação de um quadril maior…


- Saias, Bermudas ou calças de cintura mais baixa, não pode afunilar na perna, saias mais retas… leggings – cores mais claras do que as blusas…


- macacão de alças e franzido na cintura, com cinto.



O que não usar:

- Saias, bermudas e calças, sem bolsos, sem cóz e justinhas no quadril ou afuniladas (afinando embaixo)…


- Blusas de decotes canoas ou grandes golas, ombreiras, mangas caidas, franzidas, frente-única e tomara-que-caia… 


- Tecido volumoso, babados nos ombros, listras horizontais


                                                                           ……………………………………………………

Com base nessas dicas de como se vestir adequadamente de acordo com cada tipo físico, faça novas composições e aquisições e assim reforme seu visual!

Ocorreu um erro neste gadget

Dicas...

Dicas

Ás vezes precisamos de algumas orientações simples e básicas, e que costumeiramente não encontramos com facilidade, contudo quando nos dispomos a procurar o que precisamos, sempre encontramos ao nosso alcance, algumas dicas que nos salvariam de problemas futuros, como por exemplo, evitar fazer algumas misturas de tecidos, estampas, e estilos num mesmo look no dia à dia, ou num dia de festa. Que por mais que vc ouse usar, pode até impressionar num primeiro momento, contudo pode vir a chocar, ou escandalizar alguém, pelo excesso ou abuso, de alguma tendencia que não combina com seu estilo ou visual, portanto defina bem sua identidade através do que vc usa e assim vc também atrairá pessoas que como vc se identificam em alguns aspectos, e assim juntos vcs podem desfrutar do que lhes é comum. Use o espelho, e ouça a opinião de alguém que sabe mais do que vcê naquele assunto.
A palavra é sutileza no vestir-se, espiritualmente e fisicamente tb!

Psalm for the Day

Minha vida cabe nas malas que carrego...

Minha vida cabe nas malas que carrego...

A beleza da mulher


A beleza da mulher ou do homem se revela na essência e não na transparência do vestir-se, ou na profundidade dos decotes, ou na compressão dos jeans com strech, ou nas regatas, bermudas, ou naquilo que deveria apenas adornar para realçar o que de fato ela tem na íntegra, algo que vai além do que é visivel e paupável.
O olhar com singeleza e transparência, a boca com doçura e sem leviandade, o aroma que satisfaz e exala o bom perfume de Cristo, as mãos que seguram e sustentam-se na destra fiel do Pai da eternidade, os pés que caminham rumo ao alvo, e a consciência pura e apologética de que precisamos remir nosso tempo pois de fato, os dias são maus.
Busco insistentemente melhorar àquilo que precisa ser retocado no meu eu, não apenas na minha aparência, mas principalmente naquilo que é transparente e que compõe minha essência de uma mulher que ousa andar segundo a vontade de Deus!

Eu curto Vintage

Eu curto Vintage

Cotidiano é diferente de rotina...

Aprendí com os filósofos que rotina é diferente de cotidiano, sou alguém que foge das inutilidades superficiais dos falatórios alheios, e "hoje" em alguns momentos até ignoro algumas situações, para evitar o confronto ou constrangimento desnecessário... para não perder o bom senso... mas isso é muito difícil, é um objetivo diário...

SOU ALGUÉM EM CONSTRUÇAO, que se permite errar e consertar, falhar e pedir perdão sem titubear, e "hoje" entendo claramente que perdão é atitude e não sentimento!!!!

O Senhor vê além do óbvio e visível!!

O Senhor vê além do óbvio e visível!!

Feliz natal em família

Feliz natal em família

Teus olhos estão sobre mim Senhor

Teus olhos estão sobre mim Senhor

Família na praia...

Família na praia...

Meu amor!!

Meu amor!!

Amigas especias!!!!

Amigas especias!!!!

Ministrando aula sobre Platão

Ministrando aula sobre Platão
Tb é uma paixão!!!

Tb amooooOOO

Tb amooooOOO

Com a galera...

Com a galera...

Amigos

Amigos

AmoooOOO vcssss

AmoooOOO vcssss

Missões é uma prática diária...

Missões é uma prática diária...
Não um clichê!!!

Noite especial

Noite especial

Depois cinema básico com a galera!!!

Depois cinema básico com a galera!!!

A Banda

A Banda
Que me ensinou a olhar para os malucos sedentos da Palavra!!!

Mãe, sobrinha, irmã e pai

Mãe, sobrinha, irmã e pai

Programa Oficina de Deus

Programa Oficina de Deus

Quero ser como criança

Quero ser como criança
Para me deliciar com coisas tão simples e baratinhas + tão saborosas!!

Mardunas - Natal

Mardunas - Natal
Acampamento Bola de Neve Church

Isa, eu e Rafinha

Isa, eu e Rafinha

Deus tem seus planos!!!!!!!!

Deus tem seus planos!!!!!!!!

Abra sua mente para ver a grandeza

Abra sua mente para ver a grandeza
A excelência da Palavra de Deus