Memórias metafóricas...

Memórias Metafóricas de Uma Mulher...

Quando pensei em criar um blog, pensei em algo interativo, dinâmico, monocromático, e simultaneamente colorido, multifacetado, diversificado, eclético, teológico, abrangente, etc. e tal, que me permitisse divagar pelas minhas ideologias, fantasias, pretenções, sensações, percepções e concretizações, um diário de bordo, que pertence a alguém que busca conhecimento nas mais distintas áreas e situações, uma mulher que além de feminina, sabe se impor e transpor seus limites e alcançar novos parâmetros na busca de uma auto estima construída com oração, amizade, companheirismo, intimidade, distância, bom senso, caráter, humor, prosa e poesia também, leitura, música de qualidade, recursos tecnológicos, livros, revistas, jornais, coisas que acrescentem a vida, conteúdo que pode ser dividido e repartido... e que vale a pena comentar!!!

domingo, 2 de dezembro de 2012

PARA REFLETIR... E APLICAR!!!
O mundo e suas influencias...
Vivemos dias cada vez mais difíceis, dias em que aquilo que consideramos como valiosos se perdem diante do realismo frio daqueles que consideram obsoleto e passageiro. 
I Corintios 13, é um dos textos mais belos que já li, desde a minha mais tenra infância, contudo é um dos mais controversos na prática humana.
O amor que tudo sofre, tudo crê, tudo espera e tudo suporta... em si tratando do amor ágape, torna-se um simples bordão para utilizarmos como desculpas satisfatórias, para não perseverarmos no amor fíleo, eros, e todo o intuito de amar verdadeiramente o próximo.
Num casamento respaldado num principio bíblico, acredito ser o papel mais difícil, o do homem, em amar a esposa como Cristo ama a Igreja.
Cristo ama a Igreja, sabendo exatamente quem ela é, com todas as suas possíveis e reincidentes falhas, com suas debilidades e transtornos, com suas vulnerabilidades... a submissão da mulher, é algo sumariamente simples de viver, na via de regra, contudo a verdadeira submissão acontece quando não se apóia nas qualidades do cônjuge, nem nas respostas a esses estímulos, na prática ela acontece genuinamente, quando ninguém vê, quando menos ele merece.
Vivemos dias conturbados, de gigantesca inversão de valores, e ampla permissividade, relativismo e dualidade, termos a mente de Cristo e preservá-la dentro de um, relacionamento a dois, é algo desafiador, porque após alguns anos de convivência juntos, todos os aparentes defeitos são amplamente evidentes.
Essa semana fui pega com uma triste realidade, vivenciada por um casal, que aparentemente tem tudo em comum, em que o cônjuge, afirma estar infeliz ao longo de quase dez anos juntos, quando questionado, sobre o que sua memoria cognitiva tem reservada de boas lembranças a dois nesses anos, com certa dificuldade, ele afirmou lembrar-se apenas de um momento alegre juntos numa piscina, quando questionado sobre suas dificuldades enfrentadas no relacionamento, ele listou uma série de desapontamentos. Naquele instante, ficou claro quanto valor aquele homem tem dado ao seu relacionamento ao longo desses anos, a partir dessa memória seletiva de considerar em tantos anos apenas as falhas do outro.
A esposa por sua vez, ficou desapontada com tamanha indiferença a todas as suas tentativas ao longo desses anos, em fazê-lo um homem mais forte, mais alegre, mais vitorioso, pois a mesma, apesar de ter enfrentado alguns golpes nesse relacionamento, tem prazer em recordar de momentos memoráveis e especias nessa caminhada a dois.
Toda essa história nos faz perceber quanto temos dedicado de nós mesmos ao outro, aos nossos relacionamentos, quanto temos investido neles.
O papel de amar a esposa como Cristo ama a Igreja é sem sombra de dúvidas o mais difícil, se experimentado na íntegra de amar alguém tão dúbio, tão falho, tão reincidente, tão negligente, tão suscetível aos mesmos erros.
No mercado casamenteiro, há tamanha dissiparidade, entre o que a vida real mostra e o que os contos de fadas desvelam. Casar errado é morrer a prestação. E casar com alguém que não amamos é enganar, sumariamente a si próprio. É lamentável que tantos casamentos se desfaçam e se rastejem por anos, pelo simples fato de que a tão falada renuncia não acontece na íntegra por parte dos maiores interessados nesse que deveria ser o maior dos investimentos humanos a dois.
Os adultérios se proliferam e se refugiam na desculpa, de que o cônjuge os fez tropeçar, assim como Adão que justificou-se afirmando ter caído por causa da mulher que o Senhor havia lhe dado, os homens e mulheres, na ânsia pela suposta liberdade enganam-se em suas vãs conveniências e tentativas em si satisfazerem inflamando-se em suas paixões mundanas, para escaparem da aliança que fizeram primeiramente com Deus, quando assumiram diante dele a lealdade irrestrita, da alegria e da tristeza, da saúde e da doença, da riqueza e da pobreza. 
Atualmente muitos relacionamentos se desfazem principalmente pela falta de temor a Deus, pela ausência de compromisso com a aliança constituída em um cordão de três dobras, pelo passado no presente, pela falta de perdão, amor real, comprometimento pessoal em fazer o próximo feliz.
Como diz o dito popular, a grama do vizinho é sempre mais verde. A mídia e a política neoliberal, nos incita a avaliarmos nossos projetos pelos resultados obtidos a curto e médio prazo, poucos são os que se arriscam a investimentos a longo prazo, assumir um casamento nos dias de hoje é investir em algo que está humanamente fadado ao fracasso, pois muitos são os apelos sensuais e sexuais, implícitos e explícitos  para que os mesmos se desfaçam, cabe a nó, apanharmos as raposinhas do lar, enquanto a tempo e não ficar observando-as destruírem o terreno de braços cruzados, um lar não é uma construção de tijolos, mas de valores e princípios obedecidos pelo amor e temor aquele que nos confiou tal empreendimento tão excelente.
Quem casa para ser feliz, provavelmente deixa o cônjuge infeliz, mas quem casa para fazer o cônjuge feliz, completa-se na felicidade e realização de partilhar dessa felicidade juntos em sua amplitude. Esse é o segredo de um casamento respaldado em I Corintios 13, apesar de tratar-se do amor ágape, muito nos inspira e ensina no amor Eros.

Ocorreu um erro neste gadget

Dicas...

Dicas

Ás vezes precisamos de algumas orientações simples e básicas, e que costumeiramente não encontramos com facilidade, contudo quando nos dispomos a procurar o que precisamos, sempre encontramos ao nosso alcance, algumas dicas que nos salvariam de problemas futuros, como por exemplo, evitar fazer algumas misturas de tecidos, estampas, e estilos num mesmo look no dia à dia, ou num dia de festa. Que por mais que vc ouse usar, pode até impressionar num primeiro momento, contudo pode vir a chocar, ou escandalizar alguém, pelo excesso ou abuso, de alguma tendencia que não combina com seu estilo ou visual, portanto defina bem sua identidade através do que vc usa e assim vc também atrairá pessoas que como vc se identificam em alguns aspectos, e assim juntos vcs podem desfrutar do que lhes é comum. Use o espelho, e ouça a opinião de alguém que sabe mais do que vcê naquele assunto.
A palavra é sutileza no vestir-se, espiritualmente e fisicamente tb!

Psalm for the Day

Minha vida cabe nas malas que carrego...

Minha vida cabe nas malas que carrego...

A beleza da mulher


A beleza da mulher ou do homem se revela na essência e não na transparência do vestir-se, ou na profundidade dos decotes, ou na compressão dos jeans com strech, ou nas regatas, bermudas, ou naquilo que deveria apenas adornar para realçar o que de fato ela tem na íntegra, algo que vai além do que é visivel e paupável.
O olhar com singeleza e transparência, a boca com doçura e sem leviandade, o aroma que satisfaz e exala o bom perfume de Cristo, as mãos que seguram e sustentam-se na destra fiel do Pai da eternidade, os pés que caminham rumo ao alvo, e a consciência pura e apologética de que precisamos remir nosso tempo pois de fato, os dias são maus.
Busco insistentemente melhorar àquilo que precisa ser retocado no meu eu, não apenas na minha aparência, mas principalmente naquilo que é transparente e que compõe minha essência de uma mulher que ousa andar segundo a vontade de Deus!

Eu curto Vintage

Eu curto Vintage

Cotidiano é diferente de rotina...

Aprendí com os filósofos que rotina é diferente de cotidiano, sou alguém que foge das inutilidades superficiais dos falatórios alheios, e "hoje" em alguns momentos até ignoro algumas situações, para evitar o confronto ou constrangimento desnecessário... para não perder o bom senso... mas isso é muito difícil, é um objetivo diário...

SOU ALGUÉM EM CONSTRUÇAO, que se permite errar e consertar, falhar e pedir perdão sem titubear, e "hoje" entendo claramente que perdão é atitude e não sentimento!!!!

O Senhor vê além do óbvio e visível!!

O Senhor vê além do óbvio e visível!!

Feliz natal em família

Feliz natal em família

Teus olhos estão sobre mim Senhor

Teus olhos estão sobre mim Senhor

Família na praia...

Família na praia...

Meu amor!!

Meu amor!!

Amigas especias!!!!

Amigas especias!!!!

Ministrando aula sobre Platão

Ministrando aula sobre Platão
Tb é uma paixão!!!

Tb amooooOOO

Tb amooooOOO

Com a galera...

Com a galera...

Amigos

Amigos

AmoooOOO vcssss

AmoooOOO vcssss

Missões é uma prática diária...

Missões é uma prática diária...
Não um clichê!!!

Noite especial

Noite especial

Depois cinema básico com a galera!!!

Depois cinema básico com a galera!!!

A Banda

A Banda
Que me ensinou a olhar para os malucos sedentos da Palavra!!!

Mãe, sobrinha, irmã e pai

Mãe, sobrinha, irmã e pai

Programa Oficina de Deus

Programa Oficina de Deus

Quero ser como criança

Quero ser como criança
Para me deliciar com coisas tão simples e baratinhas + tão saborosas!!

Mardunas - Natal

Mardunas - Natal
Acampamento Bola de Neve Church

Isa, eu e Rafinha

Isa, eu e Rafinha

Deus tem seus planos!!!!!!!!

Deus tem seus planos!!!!!!!!

Abra sua mente para ver a grandeza

Abra sua mente para ver a grandeza
A excelência da Palavra de Deus